Resgate e Vida

Adolescência, uma fase difícil?

adoslecentesMuitas pessoas veem a adolescência como a fase mais difícil da vida. Pais, estudiosos, líderes e até mesmo os próprios adolescentes acham que esse período é a fase da vida em que as crises e confusões, questionamentos, dúvidas e curiosidades surgem.

De fato, adolescência é um período turbulento, mas ele passa. É uma passagem curta, difícil, mas também cheia de aventuras e tempos inesquecíveis. São mais ou menos sete anos para viver os dias mais intensos da vida. Essa é a fase mais importante da vida, pois é nesse período que tomamos decisões que influenciam o resto da nossa vida. E nesse tempo é que acontece “quase tudo”.

Acontecem as mudanças do corpo e se perde o corpo infantil. Essas mudanças acabam despertando naturalmente o interesse pelo conhecimento do corpo. E também o interesse pelo sexo oposto. Além disso, algumas famílias começam a viver um período mais difícil, na qual antes os pais eram tudo, agora os amigos e outras pessoas se tornam as pessoas mais importantes. Muitos adolescentes se distanciam dos pais e começam achar que já sabem tudo, que os pais estão querendo se intrometer na vida deles, e que as decisões agora são deles.

Durante esta etapa da vida é comum ocorrer, um apego exagerado aos amigos e pessoas que servem como modelos de identificação. Outra característica típica dessa fase é a inconstância e intensidade. Atitudes como comer demais ou dormir demais são muito comuns. Tudo é intenso. Os altos e baixos na vida deles são muito comuns, tanto quanto o apego e o desinteresse pelas as coisas e as pessoas.

Então o que fazer? Como reagir a algumas atitudes? Será que não devo corrigi-los pelo que estão passando? O que preciso para poder ajudá-los?

É importante dizer antes de responder a essas perguntas e outras que surgem que, muitas atitudes que os adolescentes têm e que geram tantos conflitos são na verdade o resultado da forma com a qual foram ensinados por seus pais quando eram crianças, como por exemplo, o limite, o respeito e a obediência. Muitos conflitos que não acontecem na infância devido a má educação dada pelos pais, aparecem na adolescência. Portanto, os problemas que acontecem na infância e não têm nada a ver com a adolescência.

Depois de considerar essas coisas citadas acima. Posso dizer que conviver com o adolescente, não é viver com um monstro, como alguns acham. Mas é saber que durante sete anos ou mais eles estarão vivendo com mudanças e que por isso é necessário conhecer sobre essas alterações, ser atento a tudo que os envolve e conversar sobre todos os assuntos á luz a Palavra de Deus.

Quero concluir dizendo que viver a adolescência não é poder fazer as coisas por causa da fase. Mas é poder ser alguém que apesar de tantas mudanças consegue ser uma pessoa normal. E que pode se viver bem e passar por essa fase vivendo de uma maneira maravilhosa.

: : Bruno Bacelar Dias

Pastor da Rede de Adolescentes da Igreja Batista da Lagoinha

Deseja ter mais informações a respeito deste tema? Acesse o blog: nopapocabeca.blogspot.com

Imprimir este Artigo

Categoria: Palavras

Publicado em 23 de maio de 2011

Visualizado por 264 leitores

Envie seu Comentário

© 2014 - Resgate e Vida - Todos os direitos reservados

 

Desenvolvido por Evangelize com WP-2.7

Painel | Webmail